[Albergue Espanhol]


«Portugal: questão que eu tenho comigo mesmo (...), feira cabisbaixa, meu remorso, meu remorso de todos nós...» {Alexandre O'Neill}

terça-feira, novembro 21

O veigarista

O senhor José Veiga foi ouvido por um juiz. Saíu constituído arguido (o que, só por si, não seria muito grave), foi obrigado a prestar uma caução de 500 mil euros para não ficar detido e ficou com o passaporte retido (o que significa haver fortes indícios da prática de um crime e perigo de tentar fugir). À saída disse: «O Sporting é que tem de dizer onde está o dinheiro». E, aparentemente, ninguém entre os jornalistas (ou cabos de microfone?), levantou a voz para rebater. Extraordinário!

||||| Escrito por dm :: 11:52 da manhã :: 4 Comentários




sexta-feira, novembro 17

Circo

A entrevista do doutor Santana Lopes (RTP1) teve mais audiência que a do professor Cavaco Silva (SIC)

||||| Escrito por dm :: 11:44 da manhã :: 2 Comentários




quinta-feira, novembro 16

Veiga

Arresto é muito mais fino do que penhora, não é?

||||| Escrito por dm :: 3:58 da tarde :: 0 Comentários




quarta-feira, novembro 15

Falta de vergonha (e de memória)

Faz agora dois anos, Bagão Félix fez aprovar na AR, pela maioria PSD/PP, um Orçamento de Estado que era uma fraude absoluta. Não há outra palavra para o designar (só a título de exemplo, nem os aumentos salariais anunciados para a Função Pública tinham cabimento orçamental!).
Hoje, Bagão Félix continua a ser ouvido como especialista e a falar de cátedra sobre estes temas (podia dedicar-se só ao futebol...), sem revelar qualquer vergonha, exibindo uma total falta de pudor. É preciso ter lata!
Mas desde que se vê o PSD de Marques Mendes, friso o PSD de Marques Mendes, a queixar-se de manipulação informativa da televisão do Estado, já nada admira.

||||| Escrito por dm :: 3:03 da tarde :: 0 Comentários




quinta-feira, novembro 9

Run, run (sfeld)

Paulo Portas já lá vai. Donald Rumsfeld também. Já só falta o José Manuel Fernandes.

||||| Escrito por dm :: 3:19 da tarde :: 0 Comentários




terça-feira, novembro 7

José Manuel Fernandes ou o escarro

O editorial de ontem de José Manuel Fernandes no PÚBLICO - sobre a condenação à morte de Saddam Hussein- é uma das páginas mais negras do jornalismo português, bem à altura do seu autor. Um escarro.
Numa altura em que é sabido que o prejuízo do PÚBLICO aumentou três vezes nos três primeiros trimestres deste ano, numa altura em que se sabe que, desde que assumiu a direcção do jornal até hoje, o PÚBLICO tem vindo sempre a descer as suas vendas,numa altura em que se sabe que o PÚBLICO está a despedir jornalistas, se a JMF restasse um pingo que fosse de dignidade só havia uma saída: incluir-se na lista de despedidos. Essa é que é essa!

||||| Escrito por dm :: 4:46 da tarde :: 0 Comentários